Introdução

  1. Conceito
  2. Metodologia e Objetivo
  3. Pesquisa
  4. Conclusão

Conceito

A palavra NECRONUMEROLOGIA é um neologismo criado para designar a análise da numerologia de pessoas mortas, de uma forma matemática e não interpretativa, inclusive utilizando arquétipos numéricos não considerados pela Numerologia convencional, baseado no princípio de que para se desvendar o desconhecido é preciso analisar o conhecido.

O estudo de várias literaturas sobre Numerologia nos fez deduzir que: O indivíduo está sujeito a vibrações correspondentes aos arquétipos numéricos, determinados pelo seu nome completo e sua data de nascimento, que atuam em cada ano vivido no período de um aniversário a outro e interagem com as vibrações sutis do seu meio ambiente no universo em que vive.

Metodologia e Objetivo

O método da Necronumerologia na forma acima descrita foi criado e desenvolvido ao longo de 10 anos de pesquisas e compreende a identificação de sincronismos dos arquétipos numéricos de indivíduos escolhidos ao acaso, em situações sinistras referentes aos anos fatídicos de suas mortes, em relação aos arquétipos numéricos representativos do determinismo universal, através de um modelo matemático criado para este fim. Desta forma tenta-se identificar os anos de maiores dificuldades, sucessos ou de fatalidades na vida das pessoas. A análise também pode ser efetuada substituindo os arquétipos numéricos por suas frequências correspondentes e através dos intervalos entre frequências obtêm-se resultados semelhantes.

O modelo desenvolvido não é absoluto nem determinístico, mostra apenas haver no universo da pesquisa uma tendência para os resultados obtidos.

Este modelo é aplicável a idiomas que usam o Alfabeto Latino Ocidental de 26 letras (sem o uso de “Ç” ou acentos). Como o banco de dados é composto por nomes de pessoas do idioma português, os resultados da pesquisa com nomes de outros idiomas podem variar minimamente, devido à diferença da incidência das letras do idioma Português para outros idiomas, porém os acertos são bastante expressivos.

Assim, este método é aplicável, em geral, na língua oficial dos seguintes países:

O alfabeto latino ou romano é o sistema de escrita alfabético mais utilizado no mundo, com mais de 2.500 milhões de pessoas. É composto por 26 letras principais, além de algumas modificações e letras adicionais que são excluídas do modelo.

Albanês, do Azerbaijão, catalão, checo, Chono, croata, dinamarquês, esloveno, espanhol, esperanto, estoniano, basco, das Ilhas Faroé, finlandês, francês, Friuliano, galego: Entre as línguas que eles usam em seus escritos são os seguintes Gronelandês Guarani, Hausa, húngaro, indonésio, irlandês, islandês, italiano, javanês, kawésqar, letão, Lojban, lituano, maltês, mapudungún, Maia, Nahuatl, norueguês, Occitan, Polaco, Português, Quechua, Rapanui, Selk'nam romeno, Somali, suaíli, sueco, tagalo, Tahitian, Tzotzil, turco, Tzeltal, turcomano, uzbeque, vietnamita, Yagan, etc. Ele também é usado em pinyin (transcrição fonética do chinês mandarim) e rōmaji (transcrição fonética da língua japonesa).

Pesquisa

Foram estudadas 46 condições de sincronismos de arquétipos numéricos correspondentes aos anos fatídicos de mortes de 337 indivíduos, divididos em dois grupos de 192 e 145 pessoas com causa mortis diversas, obtendo-se valores percentuais para cada condição estudada, que constituíram os bancos de dados.

Analisando as condições de sincronismos constantes nos anos de mortes de pessoas fora dos bancos de dados e aplicando a elas os valores dos percentuais obtidos, verificamos que no conjunto de pontos com percentual fora da distribuição normal estatística de cada ciclo individual, estavam contidos os anos fatídicos de suas mortes, Após várias análises de pessoas fora do banco de dados os resultados mostraram que o número de acertos dos anos representativos de fatalidades foi expressivamente maior que os das probabilidades matemáticas definidas para ocorrência deste evento. Verificou-se também haver uma condição específica que está presente em 46% das ocorrências de fatalidades estudadas.

Os pontos com percentual compreendidos entre os limites superior e inferior foram considerados padrão ou representativos de uma vida normal que agem no período compreendido entre um e outro aniversário.

Os pontos com percentual abaixo do limite inferior foram considerados como representativos de um período de depressão ou de baixa atividade física ou mental.

Os pontos com percentual acima do limite superior foram considerados como representativos de um período de euforia ou de alta atividade física ou mental.

Pode-se deduzir que, nos anos cujos percentuais representativos estão fora dos limites superior e inferior as ações do indivíduo podem levá-lo ao sucesso insucesso ou fatalidades e desta forma não há previsibilidade da reação.

Conclusão

A Necronumerologia nos faz concluir que: A racionalidade de um Povo é determinada pelo seu inconsciente coletivo e pelo seu idioma. Ela é inversamente proporcional à quantidade de vogais utilizadas nas palavras deste idioma. É esta racionalidade, que faz o indivíduo tomar decisões e executar ações, que interagem com as ações do determinismo universal e as reações ou ressonâncias provocadas por estas interações, podem leva-lo ao sucesso, ao insucesso ou a fatalidades. Estas ressonâncias é o que chamamos de Sincronismo Fatal.

“Tal qual se comporta o Universo, a vida é um sistema analítico resultante das interações sutis entre os arquétipos numéricos representativos do ser vivo e os arquétipos numéricos do Determinismo Universal, provocadas palas ações deste ser. As quantidades e proporções de sincronismos ou ressonâncias provocam mudanças significativas nessa vida.”

Sizenando Lacet Silva – SSLACET.

“Em memória de todas as pessoas mortas estudadas, cujos nomes e datas de nascimentos nos proporcionou elaborar este trabalho.”

© 2018 - NECRONUMEROLOGIA, SSLACET Todos os direitos reservados